Arquivo do mês: dezembro 2012

Feliz ano novo (2013)

felizanonovo2013

Impossível rasgar qualquer passado.
Calendário é papel — tempo sovado;
Ainda assim, ano vai, ano vem…
Um gole espumoso de fé faz bem.

Esse homo arbitrarius, sapiens demais!
Mede até o quão felizes são os iguais.
O melhor é aceitar o sul e o norte,
E supor que um “treze” pode dar sorte.

>> O poema recitado por mim pode ser ouvido aqui. Feliz 2013! :- )

Anúncios

Receita para dois

Receita para dois

Este melado das palavras tuas,
Minha melhor fornada de sorrisos!
Saem pulando, de quente improviso
São delícias do dia; uma, duas…

À noite, o recheio é feito por nós:
Mosaico dos cheiros mais sedutores,
Maior mistura de nossos sabores,
Sentidos na língua, vivos na voz.

Contigo, ignoro o que era final
Componho nossa receita e descubro:
De toda a vida, o meu amor é rubro,
Com tímidas gotas de azul-cristal.

>> O poema recitado por mim pode ser ouvido aqui.