Arquivo do mês: dezembro 2013

Cariocas

Cariocas1

Depois que descobri nossa receita,
Enjoei do sabor daquela
Mesmice pós-moderna.

O exagerado fast-food dos sentidos,
Frito com prazeres enlatados,
Azedou para mim — enfim.

A massa que eu e você fazemos é tradicional:
Sem falsos corantes, nem segredos
Que misturam mistérios a mentiras.

No recheio, nossos gostos se encontram
Em generosa dose de humor apimentado
E um toque de subúrbio carioca. Melhor: dois!

Cozinhamos assim, sem muita pressa,
O mais divino de todos os alimentos
Delícia quase inexistente, hoje.

Não encontrei escrito — porém, sinto:
Entre nós, também há uma pitada
De certo ingrediente desconhecido.

Mas, agora, nem preciso saber o que é.

– – –
Você pode ouvir o poema recitado aqui, por mim.

Anúncios