Arquivo do mês: novembro 2014

Ponto de virada

"Suddenly Silent", de Blake Crasher

“Suddenly Silent”, de Blake Brasher

Os nossos retratos de margarina,
De um tempo ainda sem volta — tão breve ida,
Põem lágrimas salgadas derretidas
Em pedaços de amor, delícia fina.

Doença: cruel ponto de virada
Na história que contávamos em dois
Um corte! De romance a drama, pois;
Quisera devorar sua dor, amada…

Escorre outra memória cristalina
Nos lábios meus — e a voz, enfurecida,
Decide não protestar contra a vida
Enfrenta a morte: “Sai daqui, assassina!”

O que mais quero é ver você curada
De resto, qualquer tudo vale nada.

– – –
Você também pode ouvir o poema recitado aqui, por mim.

Anúncios