Arquivo do mês: maio 2015

Até secar

Até secar

Recuso mais este fardo,
Por isso, desista:
Não há nada aqui dentro
Que vá virar vida aí.

Leve o que lhe resta
De seu tempo
E derivados
Para outro.

Se ficar,
Acredite:
Vai sangrar
Até secar.

– – –
Você pode ouvir o poema recitado aqui por mim.

Anúncios